RETROSPETIVA ONF | National Film Board | Canadá

CLÁSSICOS do NFB | 73’
Sexta 22 | 18H00 | Cinema São Jorge sala 3 

LINING THE BLUES, Guy Glover, Canadá Canada, 1939, 13’
O CADETE ROUSSELLE/CADET ROUSSELLE, Georges Dunning, Canadá Canada, 1947, 7’
SYRINX, Ryan Larkin, Canadá Canada, 1965, 3’
HOP HOP, Pierre Hebert, Canadá Canada, 1966, 3’
EVOLUÇÃO, Michae Mils, Canadá Canada, 1971, 10’
FOME, Peter Foldes, Canadá Canada, 1973, 11’
BETTY ADORMECIDA, Claude Cloutier, Canadá Canada, 1975, 15’
THE BIG SNIT, Richard Condie, Canadá Canada, 1985, 9’

BEST OF NORMAN MCLAREN| 70’
Sexta, 22 | 20H00 | Cinema São Jorge sala 3

BEGONE DULL CARE, Norman McLaren, Canadá Canada, 1940, 8’
HEN HOP, Norman McLaren, Canadá Canada, 1942, 3’
A GALINHA CINZENTA  Norman McLaren, Canadá Canada, 1947, 5’
A HISTÓRIA DE UMA CADEIRA  , Norman McLaren, Canadá Canada, 1957, 10’
VIZINHOS  Norman McLaren, Canadá Canada, 1964, 8’
SYNCHROMY, Norman McLaren, Canadá Canada, 1971, 7’
O MELRO  Norman McLaren, Canadá Canada, 1958, 4’
DISCURSO DE ABERTURA , Evelyn Lambart & Norman McLaren, Canadá Canada, 1961, 7’
PAS DE DEUX, Norman McLaren, Canadá Canada, 1968, 13’
BLINKITY BLANK, Norman McLaren, Canadá Canada, 1955, 5’

CONTEMPORÂNEAOS do NFB | 75’
Sexta 22 | 22H00 | Cinema São Jorge sala 3 

SE EU FOSSE DEUS/  Cordell Barker, Canadá Canada, 2001, 8′
FLUXO , Christopher Hinton, Canadá Canada, 2002, 7′
CAMERAS TAKE FIVE, Steven Woloshen, Canadá Canada, 2003, 3′
NO FISH WHERE TO GO, Nicolas Lemay, Janice Nadeau, Canadá Canada, 2003, 12′
MADAME TUTLI-PUTLI, Chris Lavis, Maciek Szczerbowski, Canadá Canada, 2007, 17′
VIVA A ROSA Bruce Alcorck, Canadá Canada, 2009, 6′
TORRE BAWHER  Theodore Ushev, Canadá Canada, 2006, 4′
BYDLO, Patrick Bouchard, Canadá Canada, 2012, 8′
EU GOSTO DE RAPARIGAS  Diane Obomsawin, Canadá Canada, 2016, 8′

Os ÓSCARES do NFB | 76’
Sábado 23 | 20H00 | Cinema São Jorge sala 3 

VIZINHOS/NEIGHBOURS, Norman Mclaren, Canadá Canada, 1952, 8’
O CASTELO DE AREIA/THE SAND CASTLE, Co Hoedeman, Canadá Canada, 1977, 13’
ENTREGA ESPECIAL/SPECIAL DELIVERY, Eunice Macaulay & John Weldon, Canadá Canada, 1978, 7’
TODAS AS CRIANÇAS/EVERY CHILD, Eugene Fedorenko, Canadá, 1979, 6’
O ANIVERSÁRIO DO BOB/BOB’S BIRTHDAY, David Fine & Alison Snowden, Canadá Canada, 1993, 12’
RYAN, Chris Landreth, Canadá Canada, 2004, 13’
O POETA DINAMARQUÊS/THE DANISH POET, Torill Kove, Canadá Canada, 2006, 15’

ALGUMAS MULHERES do NFB | 73’
Domingo 24 | 20H00 | Cinema São Jorge | Sala Manuel de Oliveira

QUANDO AMANHECE, Amanda Forbis, Wendy Tilby, Canadá, 1999, 10′
VIDA SELVAGEM, Amanda Forbis, Wendy Tilby, Canadá, 2011, 14′
A CORUJA QUE CASOU COM UM GANSO: UMA LENDA ESQUIMÓ, Caroline Leaf, Canadá, 1974, 7′
OSCAR, Marie-Josée, Saint-Pierre, Canadá, 2016, 12′
JANTAR A DOIS, Janet Perlman, Canadá, 1996, 7′
O DELICADO CONTO DA PINGUIM CINDERELLA , Janet Perlman, Canadá, 1981, 10′
LE CHAPEAU, Michèle Cournoyer, Canadá, 1999, 6′
AME NOIRE, Martine Chartrand, Canadá, 2000, 10′
UM CONTO SUFI, Gayle Thomas, Canadá, 1980, 8′

A DIÁSPORA EUROPA-CANADÁ 1 | 84’
Segunda 25 | 17H00 | Cinema São Jorge sala 3 

KALI, O PEQUENO VAMPIRO  Regina Pessoa, Canadá, França, Portugal Canada, France, Portugal, 2013, 10’
ÉDIPO , Paul Driessen, Canadá, Países Baixos Canada, The Netherlands, 2011, 14’
DIAS DE CHUVA  Vladimir Lechiov, Canadá, Letónia Canada, Latvia, 2014, 8’
DUELO , Pavel Koutský, Canadá, República Checa Canada, Czech Republic, 1997, 6’
EM ÁGUAS PROFUNDAS  Sarah Van Den Boom, França France, 2014, 12’
ESTOU OK  Elizabeth Hobbs, Reino Unido United Kingdom, 2018, 6’
A MULHER CANHÃO  Albertine Zullo, David Toutevoix, França France, 2017, 14’
MANIVALD, Chintis Lundgren, Canadá, Croácia Canada, Croatia, 2017, 12’

A TÉCNICA DO PIN SCREEN | 60’
Terça 26 | 17H00 | Cinema São Jorge sala 3 

MICHÈLE LEMIEUX E OS SEGREDOS DO ECRÃ DE ALFINETES, Michèle Lemieux, Canadá Canada, 1973, 7’
UNE NUIT SUR LE MONT CHAUVE, Alexander Alexeieff, Claire Parker, França France, 1933, 8’
O NARIZ  Alexander Alexeieff, Claire Parker, França France, 1963, 11’
O PAISAGISTA Jacques Drouin, Canadá Canada, 1976, 7’
IMPRESSÕES  Jacques Drouin, Croácia Croatia, 2004, 6’
AQUI E O MAGNÍFICO ALI  Michèle Lemieux, Canadá Canada, 2012, 14’
ABRAÇADOS  Justine Vuylsteker, França France, 2018, 5’

A DIÁSPORA EUROPA-CANADÁ 2 | 78’
Quarta 27 | 17H00 | Cinema São Jorge sala 3 

HISTÓRIA TRÁGICA COM FINAL FELIZ  Regina Pessoa, Canadá, Portugal Canada, Portugal, 2005, 7’
SEXY LAUNDRY, Izabela Plucinska, Canadá, Alemanha, Polónia Canada, Germany, Poland, 2016, 12’
ARIA, Pjotr Sapegin, Canadá, Noruega Canada, Norway, 2001, 11’
RETOQUES Georges Schwizgebel, Canadá, Suíça, França Canada, Switzerland, France, 2008, 6’
TERRA VAZIA  Michelle & Uri Kranot, Canadá, França, Dinamarca Canada, France, Denmark, 2013, 12’
O CAMINHANTE DA CORDA BAMBA , Roberto Catani, França, Itália France, Italy, 2002, 6’
ASAS E REMOS  Vladimir Leschiov, Lituânia Lithuania, 2009, 6’
CONTE DE QUARTIER, Florence Miailhe, Canadá, França Canada France, 2006, 16’

CAROLINE LEAF  | 54’
Quinta 28 | 17H00 | Cinema São Jorge sala 3 

A CORUJA QUE CASOU COM UM GANSO  Caroline Leaf, X, 1974, 8’
A Rua/The Street, Caroline Leaf, X, 1976, 10’
METAMORFOSE DO SR. SAMSA Caroline Leaf, 1974, X, 10’
ENTREVISTA  Caroline Leaf & Veronika Soul, 1979, 13’
CONHECI UM HOMEM  Caroline Leaf, 1’
DUAS IRMÃS  Caroline Leaf, X, 1991, 10’

_____________________________________________

NORMAN MCLAREN
Nascido em Stirling, Escócia, em 1914, Norman McLaren foi o fundador do estúdio NFB, conseguindo dar à animação canadiana uma visão e direção que ainda hoje se mantém, muito tempo depois de ter sido contratado por John Grierson, em 1941. McLaren recusou-se a aceitar a narrativa simples de que o chamado cinema tinha sido inventado pelos irmãos Lumière em 1885, era da opinião de que esta arte ainda não estava completa e que a investigação e a experimentação eram os ingredientes naturais da criação artística.
Assim, emergiu como pioneiro de inúmeras técnicas que se tornaram marcas registadas da animação: desenho e gravura em película, cross-dissolve, pixilação, som de sintetizadores, e muitas outras. Métodos e fórmulas pré-existentes não tinham lugar na sua abordagem. Originalidade e ousadia foram as fontes criativas para todas as suas obras. O caminho que Norman McLaren forjou na história do cinema foi iluminado pelos muitos prémios que recebeu ao longo da sua carreira: a Palme d’Or na categoria curta-metragem no Festival de Cannes para “Blinkity Blank”, um Oscar pelo filme “Neighbours”, um Berlin Silver Bear pelo filme “Rythmetic”, uma Berlin Silver Plaque pelo filme “Begone Dull Care”, prémio BAFTA para “Blinkity Blank”, “A Chairy Tale” e “Pas de deux”, para não mencionar inúmeros prémios canadianos, bem como as homenagens concedidas como reconhecimento de toda a sua carreira.
A personalidade e filosofia de McLaren eram inseparáveis do caminho que a animação adquiriu no NFB. Um inovador incansável, defendeu um conceito criativo de animação que vê cineastas como artesãos que se encarregam de todas as etapas de produção de seus filmes, um pouco como os artistas nos seus estúdios. Consequentemente, McLaren serviu como exemplo aos seus colegas, motivando-os a desenvolver as suas próprias ferramentas e experimentar novas técnicas. Norman McLaren morreu em Montreal em 1987. A sua importância na história do cinema de animação também é evidente na influência que continua a ter em centenas de cineastas e artistas que conscientemente seguem os seus passos.