Todas as Competições
CURTAS
CURTÍSSIMAS
ESTUDANTES
LONGAS
MONSTRINHA
SPAUTORES VASCO GRANJA

JUDITH GRUBER-STITZER

Judith Gruber-Stitzer, uma compositora para filmes de Montreal, já participou em mais de oitenta live-actions, filmes animados e programas de TV. Esses filmes foram projetados em festivais de cinema em todo o globo, ganhando mais de quarenta prémios. O estilo de Judith é tão variado como os filmes em que participou. Eletrónica, orquestra, ritmos do mundo, folk, jazz, suspense e pop color nas suas bandas sonoras. A sua música é conhecida por ser eclética e ter humor. As suas proezas levaram-na desde Praga a Bejing, Hiroshima ao Rio. Deu aulas em Harvard bem como universidades associadas com vários festivais em todo o mundo. O seu trabalho é único no panorama internacional de compositores de animações, visto ela ser a única compositora fêmea que trabalha nessa área. Gruber-Stitzer foi convidada para fazer parte da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas em 2016.

COMPETIÇÃO CURTAS

MICHELE BERNARDI

Michele Bernardi, realizador e animador, nasceu a 29 de Julho de 1958 em Finale Emilia, Itália. Foi estudante do “Studio Secondo Bignardi Film” e depois aprendeu linguagem de programação em Modena, participando depois nos filmes “La Pimpa”, de Altan, e “La Linea”, de Cavandoli. Ganha, em 1994, o Bit Movie award, em Riccione, e o Jazz bit award de Turko, na Finlândia; em 2006 recebe o Silver award no décimo terceiro festival de filmes de televisão de Xangai; em 2018, “Mercurio” ganha o prémio de Melhor Curta nos festivais Animafiz, Imgnaria, Animaevka e Tindirindis. No festival Fescimed, recebe o prémio de melhor soundtrack. Michele Bernardi cria e anima vídeos musicas para artistas italianos como Luca d’Alberto, Le luci della centrale elétrica, Tre allegri ragazzi morti, Colapesce, Punkreas, 24 grana, Prozac+, The Zen Circus, entre outros. Também anima anúncios para Barilla Mulino Bianco, Nestlè, Istat, Fundação Ayton Senna e a televisão italiana Rai3, “Viva la Crisi”.

COMPETIÇÃO CURTAS

MARTIN KOSCIELNIAK

Martin Koscielniak nasceu em Bruxelas em 1962. Após finalizar os estudos em cinematografia experimental e animação na Escola Nacional de Artes Visuais de La Cambre, Bruxelas, começou imediatamente a trabalhar na área de animação, em 1989. Desde aí, trabalhou como operador de suporte de animação, supervisor de animação, professor, animador, escritor de guiões ou diretor de filmes de anúncios, curtas-metragens ou séries da televisão, como produtor ou distribuidor independente ou ainda consultor de áudio-visuais. Alguns dos seus filmes foram projetados em festivais por todo o mundo, ganharam prémios, exibidos na televisão ou distribuídos em formato DV. Hoje ensina na RUBIKA (Escola de design), Valenciennes, e em LISAA, Paris, cadeiras de estudos fílmicos, escrita de guiões, storyboard, layout e realização de filmes de animação. Nos seus mais de setenta anos no campo da educação, foi observador da criação e realização de mais de 400 filmes de animação dos seus alunos.

COMPETIÇÃO CURTAS

PAUL WENNINGER

Nasceu em Viena, 1966. Dançarino freelancer, autor de várias coreografias e produtor de filmes com foco na pixelização e animação. É o diretor artístico da Kabinett ad Co. Desde 1999, uma plataforma para projetos interdisciplinares com especial atenção ao corpo. Colaborações com vários coreógrafos e companhias, por exemplo, em França, com Cie. Catherine Diverrès no centro coreográfico de Rennes e Mathilde Monnier no centro coreográfico de Montpellier Languedoc-Roussillon. Os seus trabalhos são reconhecidos internacionalmente e já receberam vários prémios.

COMPETIÇÃO CURTAS

SANDY GAGEIRO

Sandy Gageiro iniciou-se com a rádio escolar, depois pirata e universitária (RUC – Rádio Universidade de Coimbra). Passou pela Rádio Paris-Lisboa, foi jornalista em jornais locais, na Rádio Expo, TSF e TSFOnline. Publicou textos na Ícon, Pública, Combate, Quadrado e Vírus. Foi editora/redactora da Zundap – Veículo Cultural Ilustrado. Colaborou no programa Câmara Clara da RTP 2. Foi correspondente do programa de rádio Monocle 24 da revista Monocle. Integrou a equipa de fundadores da Terra do Som – Mostra Internacional de Rádio. É jornalista na redacção da Antena 1 e Antena 2 e responsável pela rubrica Lilliput (sobre livros infantis) na Antena 2, a completar 10 anos. Realiza – quando pode – oficinas de rádio para crianças e jovens. É Dj – muito amadora – nas horas vagas.

COMPETIÇÃO CURTAS

NADIA PASCHETTO

Licenciada em Literatura Moderna na Universidade de Estrasburgo, Nadia Pascuetto é professora e educadora na área da imagem para crianças, adolescentes e adultos. Em 1994, contribuiu para o desenvolvimento de atividades de disseminação e educação da imagem em Plan.Sequence, uma estrutura localizada no norte da França. Fundou o festival Arras Film Festival com Eric Miot em 2000, onde é programadora e realizadora, um evento anual de grande relevância internacional por se focar principlamente na promoção do cinema europeu na França. É membro da faculdade de recomendação da Associação Francesa da Arte e do Ensaio desde 2017 e membro da comissão de Aides aux Cinémas du monde da CNC desde Junho de 2017.

COMPETIÇÃO CURTÍSSIMAS

NUNO GERVASIO

Nasceu em Leiria em 1975. Vive em Lisboa onde é argumentista, criativo e realizador de conteúdos digitais. É também responsável e programador do Shortcutz Lisboa, movimento internacional de curtas-metragens. Colabora regularmente com o MOTELX, Festival Internacional de Cinema de Terror de Lisboa. Recentemente co-realizou o documentário, “111 Anos e 10 Dias”.

COMPETIÇÃO CURTÍSSIMAS

SÍLVIA NAMORADO

Nasceu em 14 de Maio de 1964 em Lisboa. Licenciada em Arquitetura pela Faculdade de Arquitetura da Universidade Porto, possui também pós-graduações em Reabilitação e Gestão do Património, o Curso de Desenho Sociedade Nacional de Belas Artes de Lisboa, o curso de Gravura da Sociedade Nacional de Gravura e de Serigrafia. Em paralelo com a actividade de arquitectura dedica-se igualmente a actividades como a gravura, o desenho e a dança. Desde 2010 após um convite da MONSTRA, tem participado em filmes de animação, co-realizou 3 curtas de animação experimentais estreadas nas cerimónias de abertura do Festival MONSTRA de Lisboa entre 2010 e 2014. Em 2016/2017 participou na produção artística do filme “4 Estados da Matéria”, produzido pela Praça Filmes e realizado por Miguel Pires de Matos que contou com o apoio do Instituto do Cinema e do Audiovisual de Portugal. Actualmente nos seus Projectos de Arquitectura, procura desenvolver e cruzar as várias formas e suportes de criação artística.

COMPETIÇÃO CURTÍSSIMAS

ANA RODRIGUES

Ana Rodrigues nasceu a 26 de Fevereiro de 2000 e está a concluir o Curso Profissional de Técnico de Multimédia na Escola Secundária D. Dinis. É de Lisboa e desde pequena que se interessa por ilustração e animação. Makoto Shinkai e Hayao Miyazaki são os seus realizadores prediletos e desde pequena que se interessa por ilustração e animação. Participou no concurso BP Segurança ao Segundo de 2017, onde ficou em 5º lugar. Foi, também, semi finalista no concurso SiteStar.pt de 2017. Nos últimos anos, tem acompanhado a Monstra.

COMPETIÇÃO ESTUDANTES | JÚNIOR

CATARINA HIPÓLITO

Catarina Santos Hipólito nasceu em Lisboa, em 2002. Em 2008 passou a residir em Torres Vedras, onde frequentou o ensino regular, até ao 9o ano. Durante esse período, integrou o grupo de teatro de Torres Vedras Academia de Teatro Teia. Em 2017, concluiu o 5o grau do Curso Geral de Música, em piano e canto, na Escola António Maldonado Rodrigues, em Torres Vedras. Nesse mesmo ano, entrou na Escola Artística António Arroio. Frequenta, atualmente, o 11o ano, no curso de Comunicação Audiovisual. Tem um gosto particular pelo Cinema de Animação. Pretende continuar a sua formação no ensino superior, na área de Cinema.

COMPETIÇÃO ESTUDANTES | JÚNIOR

MATILDE REIS

Matilde Carreira Reis nasceu a 25 de maio de 2002, em Torres Vedras. A sua paixão pelo cinema vem de trás mas, só aos 13 anos quando começou a escrever críticas a filmes e séries é que teve um contacto mais direto com a 7a arte. Entre os seus realizadores preferidos constam Steven Spielberg, Alfred Hitchcock e Charlie Chaplin. Integra a Oficina de Cinema da Escola Secundária de Camões onde tem feito inúmeros exercícios, tais como “Cecília e Madalena”. Fez, também, diversos exercícios relacionados com os temas “Lugares” e “Situação”.

COMPETIÇÃO ESTUDANTES | JÚNIOR

AMANDA FORBIS

Amanda Forbis foi estudante de artes visuais, teatro, cinema e vídeo antes de se juntar ao National Film Board do Canada, em 1990, como diretora de animação de um filme educacional intitulado “The Reluctant Deckhand”. Em 1995, foi convidada por Wendy Tilby para co-produzir “When The Day Breaks”, filme esse que depois recebeu inúmeros prémios, incluindo a Palma de Ouro de Curtas Metragens em Cannes, uma nomeação ao Oscar, e o Grand Prix em Annecy, Zabreg e Hiroshima. O duo terminou a sua segunda curta, “Wild Life”, em 2011, e receberam uma nomeação ao Oscar no ano seguinte por esse mesmo filme. Amanda e Wendy continuam a participar em projetos juntas, nomeadamente comissões para anúncios de televisão.

COMPETIÇÃO ESTUDANTES | SÉNIOR

CHI-SUI WANG

A Dr. Chi-Sui Wang começou a sua carreira académica em 2004; entre 2008 e 2013 foi professora na Universidade de Dublin, Irlanda, mas atualmente é professora associada do Departamento de Animação da Universidade Nacional de Artes de Taipei, Taiwan. Para além de ensinar, também trabalha como curadora no Festival Internacional de Animação KuanDu (KDIAF) e para o programa Animation Short Film, estando envolvida com muitos festivais de cinema e/ou animação internacionalmente. Ao mesmo tempo, é a selecionadora oficial de filmes do Festival Internacional de Animação de Taichung, o que significa que foi juri em múltiplos festivais. Como freelancer, é responsável por produzir várias curtas animadas premiadas e algumas comissões de animação.

COMPETIÇÃO ESTUDANTES | SÉNIOR

TÂNIA DUARTE

Tânia Duarte distingue-se pelo percurso profissional como realizadora e animadora mas, sobretudo, pela coordenação de numerosos processos de realização de filmes concebidos e animados por crianças e jovens, entre os quais se destaca o Projeto MIX REPÚBLICA, co-realizado com Ícaro Pintor, coproduzido e apoiado pela Comissão Nacional para as Comemorações do Centenário da República, desenvolvido em 25 municípios, entre o Minho e o Algarve, ao longo de 2010 e 2011, da qual resultaram 25 curtas de animação sobre a1ª República portuguesa. Como animadora, colaborou com diferentes cineastas de renome internacional, como Abi Feijó, Miguel Gonçalves Mendes, Nara Normande, Paul Bush, Fernando Saraiva e Vitor Hugo. Possui, ainda, experiência no ensino técnico profissional e superior, tendo assegurado lecionação em animação na Escola Artística Árvore no Porto, no Instituto Politécnico de Bragança e na Universidade do Algarve.

COMPETIÇÃO ESTUDANTES | SÉNIOR

OLIVIER CALVERT

Nos últimos 20 anos, Olivier Calvert compôs o sound design de mais de oitenta longas e curtas metragens de filmes de animação, muitos dos quais ganharam prémios pelos seus espantosos sound design. Com base em Montreal, trabalhou com os maiores animadores canadienses, incluindo Alison Snowden e David Fine (“Animal Behaviour”), Theodore Ushev (“Os Diários de Lipsett”), Chris Lavis e Maciek Szczerbowski (“Madame Tutli-Putli”), Patrick Bouchard (“The Subject”), e Eva Cvijanovic (“Hedgehog’s Home”). Também colaborou com vários animadores famosos de todas as partes do globo, tais como Regina Pessoa (“Kali, the Little Vampire”), Pritt & Olga Pärn (“Pilots on the Way Home”), Georges Schwizgebel (“Jeu”) e Florence Miailhe (“Conte de Quartier”), entre outros. Quanto a filmes de ação, foi o designer dos sons do filme “O primeiro Encontro”, que ganhou um Oscar de Melhor Edição de Som em 2017.

COMPETIÇÃO LONGAS

JANET PERLMAN

Janet Perlman é uma realizadora de filmes de animação independente cujo absurdo sentido de humor é bastante notório nos seus filmes The “Tender Tale of Cinderella Penguin”, “Why me?”, “My Favorite Things That I Love”, e “Sorry Film Not Ready”. Janet realizou alguns segmentos para a “Rua Sésamo”, fez parte de filmes como “AniJam” e “Pink KomKommer” (de Marv Newland), “Yellow Sticky Notes” (de Jeff Chiba), “Window Horses: A Epifania Poética de Rosie Ming” (de Ann Marie Fleming), e criou o especial “Penguins Behind Bars” para a Cartoon Network TV, uma paródia de filmes sobre mulheres em prisões. No National Film Board, desenvolveu a série “ShowPeace”, uma coletânea de filmes cujo tema é a resolução de conflitos, e da qual fazem parte os seus filmes “Dinner for Two” e “Bully Dance”.

COMPETIÇÃO LONGAS

LARA PEREIRA

Tem um percurso na rádio que começou por mero acaso, mas acabou por ser determinante e até hoje é uma paixão, juntamente com o cinema. Passou pela TSF, rádio Europa Lisboa e Nostalgia. Faz parte da equipa do programa Cinemax na Antena 1 e é jornalista na rádio SBSR. Ao longo de mais de 20 anos tem sido uma fiel seguidora do panorama cinematográfico em Portugal, através dos filmes, acompanhando festivais e rodagens.

COMPETIÇÃO LONGAS

WILSON LAZARETTI

Trabalha com animação desde a fundação do Núcleo de Cinema de Animação de Campinas, uma das entidades mais antigas do mundo, dedicada à didática de animação para crianças. A partir daí esteve a realizar oficinas de animação por todo o Brasil, metendo os pés, as mãos e a cabeça em todos os seus rincões. Isto deu-lhe a oportunidade de conhecer, pelo menos sob o ângulo da animação, como vivem e como animam o seu povo, principalmente as crianças, inclusive as indígenas. Em 1990, foi convidado para ingressar o quadro de professores do Instituto de Artes da Universidade Estadual de Campinas. Viajou por Moçambique, cuja viagem fez a convite de Fernando Galrito e com o qual teve a oportunidade de trabalhar animação por este mundo afora. Realizou aproximadamente 30 curtas metragens de animação e um longa “História Antes de uma História”, que além de participar na MONSTRA seguiu para o México no ano passado, disputando o Prémio Platino de Cine Iberoamericano.

COMPETIÇÃO LONGAS

ALEXANDRA RAMIRES

Alexandra Ramires, licenciou-se em 2010 em Pintura pela Faculdade de Belas Artes da Universidade de Lisboa. Trabalha em cinema de animação desde 2009 tendo passado por filmes como: “Viagem a Cabo Verde” de José Miguel Ribeiro, “Sapateiro” de David Doutel e Vasco Sá, “Independência de Espírito” de Marta Monteiro. Em 2013 chegou ao Porto para trabalhar novamente com os realizadores de “Sapateiro”, no seu novo projecto: “Fuligem”, na produtora Bando à Parte. Aqui realizou o seu primeiro filme, juntamente com Laura Gonçalves: “Água Mole”, continuando também a desenvolver trabalho individual e colectivo inserido neste grupo de realizadores que é o BAP-studios. “Elo” será o seu mais recente filme.

COMPETIÇÃO LONGAS

ARLETE CRUZ

Maria Arlete Cruz, é diretora do Agrupamento de Escolas de Santo André, no Barreiro. Doutorou-se em Ciências de Educação na Universidade de Lisboa, na Faculdade de Psicologia e Ciências de Educação. Iniciou a carreira como docente cooperante na Guiné-Bissau, em 1982, tendo depois ingressado no Instituto da Juventude, como animadora cultural. Regressa ao ensino dando aulas aos ensino básico e secundário e assumindo cargos de gestão intermédia em diversas escolas.

Entre 1995 e 2002 assume o cargo de presidente do Conselho Diretivo/Executivo da Escola Secundária de Santo André, dirigindo diversos projetos nacionais e internacionais. Em 2005 regressa à direção da escola onde exerce funções de diretora, presidente dos conselhos pedagógico e administrativo, até à data atual.

COMPETIÇÃO MONSTRINHA

DANIEL MEIRA

Daniel Meira nasceu em Lisboa em 1983. É licenciado em Antropologia pela Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa e faz parte da equipa do Museu Nacional de Etnologia. Tem sido colaborador do festival Monstrinha desde 2012 no que diz respeito ao acolhimento dos grupos escolares, particulares e outras instituições e na assistência das sessões de cinema e workshops do festival no museu.

COMPETIÇÃO MONSTRINHA

MANUEL GUERRA

Pós-graduado em Filosofia / Estética pela Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa, licenciou-se em Cinema / Realização pela Escola Superior de Teatro e Cinema do Instituto Politécnico de Lisboa. É professor do curso de Comunicação Audiovisual da Escola Artística António Arroio, onde leciona a disciplina de Imagem e Som. Dinamiza o Cineclube desta instituição, iniciativa que, em articulação com diferentes agentes da comunidade escolar e do sector audiovisual, procura dar a ver o património das imagens em movimento e as práticas cinematográficas contemporâneas, promovendo a renovação do olhar e a criação.

COMPETIÇÃO MONSTRINHA

WENDY TILBY

Wendy Tilby estudou artes visuais e literatura antes de ingressar na escola de arte e tirar um curso em cinema e animação. O sucesso do seu filme “Tables of Content”, feito enquanto ainda era estudante, garantiu-lhe um convite para se juntar ao National Film Board of Canada. Aí, Wendy produziu o seu filme “Strings” e co-produziu “When the Day Breaks” com Amanda Forbis. Ambos os filmes foram bastante premiados e contam com os prémios Palma de Ouro em Cannes, Grand Prix em Annecy, Zabreg e Hiroshima, dois prémios Genie e duas nomeações ao Oscar.

COMPETIÇÃO SPAUTORES VASCO GRANJA

CATARINA SOBRAL

Nascida em Portugal em 1985, Catarina Sobral escreve e ilustra livros para crianças e cinema de animação. Fez a sua formação superior em Design e concluiu em 2012 o mestrado em Ilustração. Colabora regularmente como ilustradora para a imprensa periódica, discos e cartazes e assina doze livros infantis, já publicados em quinze línguas. Tem participado em várias exposições nacionais e internacionais e o seu trabalho já foi premiado pela Feira do Livro Infantil de Bolonha, Prémio Nacional de Ilustração, Sociedade Portuguesa de Autores e distinguido por publicações como o catálogo White Ravens e a revista 3×3.

COMPETIÇÃO SPAUTORES VASCO GRANJA

OLGA TITOVA

Olga Titova é uma artista, realizadora e escritora de filmes de animação, e a famosa criadora a série de tv para crianças “Tina & Tony”, que pode ser encontrada no canal oficial de Youtube do programa. Foi estudante da Academia Estatal de Artes da Bielorrúsia e estagiou na Academia de Belas Artes de Cracóvia. Enquanto realizadora, trabalha na Belarusfilm e nos estúdios SHAR. Também é professora na EHU, em Vilnius, Lituânia.

COMPETIÇÃO SPAUTORES VASCO GRANJA