Sob o Signo do Olhar!

Olhar fixo. Rebelde, espantado, surpreendido, pasmado, boquiaberto. A saborear tudo o que vê.

Gianluigi Toccafondo deixou no olhar da ilustração da MONSTRA 2017 um rasgo de transgressão, mas também de ingenuidade encantada. Um olhar que transporta toda a história da animação italiana que vamos descobrir na 16ª edição da MONSTRA.  A Itália do irónico Bruno Bozzetto, dos clássicos e inovadores Giannini e Luzzati, ou dos irreverentes Guido Manuli e Cavandoli, mas também de Enzo D’Alò, Gianluigi Toccafondo, Roberto Catani, e da nova geração; Simone Massi, Ursula Ferrara, Magda Guidi, Donato Sansone ou Mauro Carraro, entre muitos outros mestres da animação italiana.

Este será, mais uma vez, um festival repleto de novos olhares pelas estreias mundiais, europeias e nacionais que apresentamos nas diferentes competições, retrospetivas e programas especiais. Aqui pontificam Ma Vie de Courgette, Louise en Hiver, Molly Monster, Window Horses, Revengeance ou 25 de Abril, para citar apenas algumas longas. No universo competitivo destacamos também os 130 filmes na competição de curtas e estudantes e, naturalmente, o prémio Vasco Granja | SPA onde encontramos as produções portuguesas mais recentes, com destaque para a estreia mundial do último filme de Joana Toste.

Cheia de olhinhos para ver todos os detalhes dos filmes está a MONSTRINHA. Na programação especial para as escolas apresentamos, uma vez mais, uma programação eclética, com mais de três dezenas de filmes, em versão internacional ou dobrados em português. Filmes vistos, deliciados, discutidos e votados pelos milhares de crianças que anualmente participam neste “festival dentro do Festival”. Para as famílias, a MONSTRINHA reserva também um largo conjunto de obras de arte, entre curtas e longas-metragens, capazes de encantar miúdos e graúdos. Para os professores realizamos a terceira bienal de formadores e oficinas internacionais de animação. Com a participação de experientes pedagogos internacionais e nacionais, este é um fórum de troca e aprendizagem de metodologias e formas de utilizar o cinema de animação como ferramenta pedagógica.

Ainda sob o signo do olhar atento, do conhecer e do saber mais, estão as formações da MONSTRA. Workshops e masterclasses com grandes mestres mundiais como Jean-François Laguionie, Giannalberto Bendazzi, Ted Sieger, Claude Barras, Andrea Martignoni, Juan Pablo Zaramella ou o mestre do acting para a animação Ed Hooks, são algumas das sugestões.

Das cinco exposições MONSTRA onde se podem contemplar e conhecer os bastidores da animação, destacamos: No Museu da Marioneta a exposição comemorativa dos 20 anos de um dos grandes estúdios franceses, a JPL Films. Uma viagem ao mundo da animação em marionetas (stopmotion), com plateaus e personagens de uma extraordinária minucia, criatividade e arte.

Na Sociedade Nacional de Belas Artes a exposição Fotogramma Per Fotogramma reúne originais de filmes, desenhos, ilustrações, marionetas e storyboards de alguns dos melhores realizadores italianos.

À solta na cidade, a MONSTRA traz de novo ao largo Camões o Cinema Mais Pequeno do Mundo. “Vestido” à italiana e pela mão dos nossos amigos do Les Ateliers de la Halle | Arras (França) a sala de 12 lugares vai encher-se dezenas de vezes para apresentar uma programação “apinhada” de curtíssimas animadas.

Nos cinemas Ideal e City Alvalade destaque para as secções dedicadas ao documentário animado DoKAnim, ao suspense no TerrorAnim, às retrospetivas históricas e ao Cinema Experimental, este com uma brilhante programação da britânica Vera Neubauer.

O ClipAnim tem este ano como curador o TIM. O timoneiro dos Xutos apresenta escolhas magníficas e de grande diversidade, tanto nos estilos e estéticas plásticas como nos ritmos e géneros musicais.

Na 16ª edição estreamos a MONSTRA Triple X, uma programação muito especial, dedicada ao cinema de animação sensual.

Mas este será o festival marcado pelo olhar estereoscópico e inovador da Realidade Virtual. Uma viagem imersiva ao mundo da animação realizada para a RV, com especialistas de renome mundial, como Rachid El Guerrab, project manager da ©Google Spotlight Stories, Tim Ruffle, realizador da Aardman Animation, Luke Ritchie, Head of Interactive Arts do Nexus Studios ou o português Rui Guedes, fundador da Ground Control Games. Um mergulho que vai permitir experienciar fascinantes viagens ao mundo da criação, movimentação e manipulação de objetos e formas em ambiente virtual.

Bem-vindos a mais uma MONSTRA, feita por uma grande equipa, com muita paixão, amor e carinho. Uma MONSTRA feita de múltiplos olhares, diferentes pontos de vista e inúmeros sentires. Uma MONSTRA para Olhar, Ver, Sentir, Tocar e Emocionar.

Uma MONSTRA onde o mais importante está nos “interstícios” das imagens…onde o essencial é invisível aos olhos.

Fernando Galrito
(Diretor Artístico)