A MONSTRA à Solta tem levado o festival a múltiplas cidades portuguesas e aos cinco continentes há quatro anos consecutivos. Este é um projeto que visa partilhar com os públicos que vivem fora da grande Lisboa uma parte importante do festival MONSTRA, permitindo que também eles entrem em contacto com o que de melhor se produz a nível mundial nesta arte.

Esta itinerância nacional e mundial do festival tem como objetivo paralelo, o de criar hábitos de ver e eleger obras de culturas e estéticas menos vistas nos ecrãs. Vamos assim criando novos públicos, com olhares mais abrangentes e heterogéneos, ao mesmo tempo que se vão habituando na arte de escolher o que mais gostam, fazendo com que em cada cidade onde a MONSTRA anda à solta haja um prémio do público.

Levamos assim o espaço de diálogo, de troca e de encontro, mas também de experimentação e transgressão, a outras paragens motivando a reflexão sobre outras formas de arte, de culturas e formas de fazer e pensar.

Locais e datas:

Tavira (Cineclube de Tavira) – 5, 7, 12, 14, 19 e 26 de Abril
Tomar (Cine-Teatro Paraíso) – 10 e 11 de abril
Alcobaça ( Cine-Teatro de Alcobaça) – 10, 11 e 12 de abril
Almada (Academia Almadense) – 10, 12 e 14 Abril
Portalegre (Centro de Artes e Espetáculos) – 2, 3 e 4 de Maio
Santarém (Teatro Sá da Bandeira) – 18, 19, 20 e 21 de Maio
Torre de Moncorvo (Auditório Municipal de Moncorvo) – 30 e 31 de maio, 1 de junho
Caldas da Rainha (Centro Cultural e Congressos) – 1, 2 e 3 de junho