joao jaime_site

 

 

 

 

 

 

 

 

João Jaime

Nasceu em Alhandra, concelho de Vila Franca de Xira, a 15 de novembro de 1955. Desde 2009, é diretor da Escola Secundária de Camões, em Lisboa. É também membro do Conselho para a Educação da Fundação Francisco Manuel dos Santos e membro do Conselho Municipal de Educação de Lisboa. Formou-se em Engenharia Eletrotécnica, no Instituto Superior de Engenharia de Lisboa e licenciou- se em Administração e Gestão Escolar na Escola Superior João de Deus, em Lisboa. Fundou o grupo de Teatro “Esteiros” da SEA em 1974, em Alhandra e foi presidente da junta de freguesia de Alhandra de 1982 a 1988. Foi, ainda, Vice-Presidente da Mesa da Assembleia Geral do Sindicato dos Professores da Grande Lisboa de 2006 a 2012.

 

 

Luisa Violo_300

 

 

 

 

 

 

 

 

Luisa Violo

Luisa Violo nasceu em 1954, em Cassino, na Itália. Concluiu a licenciatura em Direito pela Universidade de Roma e o mestrado em Legística pela Universidade de Pisa. Foi professora de disciplinas jurídicas e económicas em escolas secundárias e, desde 1996, tem-se ocupado com questões jurídicas no Ministério dos Negócios Estrangeiros e da Cooperação Internacional da Itália. Em 2004, exerceu o cargo de Adida Cultural no Instituto Italiano de Cultura de Madrid e, em 2015, foi nomeada diretora do Instituto Italiano de Cultura de Lisboa e, ainda, adida cultural da Embaixada de Itália, cargo que exerce atualmente.Os seus interesses vão desde a arquitetura, o cinema e o teatro, à literatura e à música.

 

 

michel_simeao_site

 

 

 

 

 

 

 

 

Michel Simeão

Nascido em França, em 1978, começou a trabalhar como ator e cantor aos 16 anos. Aos 19, iniciou a sua carreira profissional em diferentes companhias de teatro e na televisão. Aos 21, fundou o Teatro Reflexo, Associação Cultural que dirige até à data e onde exerce o cargo de diretor de atores e diretor musical. Simultaneamente tornou-se voice-actor, dando voz a centenas de personagens em dobragens para televisão e cinema. Em 2009, cria o Córtex – Festival de Curtas-Metragens de Sintra, que se tornou rapidamente um festival de cinema com impacto no meio da indústria cinematográfica nacional. Também através do Teatro Reflexo, organiza, desde 2015, o Sintra Press Photo, uma exposição de fotojornalismo internacional no MUSA – Museu de Artes de Sintra. Entre as suas produções teatrais mais emblemáticas destacam-se: “Crime na Casa Museu”, “Cock Tale” e “Trans-Mute”.