Talks

Entrada Gratuita

 

18 de março | 10h00| Cinema São Jorge | Sala 2
Animação e Realidade Virtual | Animation and Virtual Reality

 

19 de março | 14h00 | Cinema São Jorge | Sala 2
Painel Animação e Videojogos

A animação é uma arte transversal a praticamente todas as linguagens que recorrem à imagem em movimento.

A que mais meios tecnológicos e económicos encerra, é, sem dúvida, a indústria dos videojogos, onde a animação apresenta um papel cada vez mais importante, pela maior velocidade e definição das consolas, computadores e comunicações online.

Neste painel pretende-se abordar as diferentes formas de olhar a animação na sua relação com uma indústria criativa e económica essencial nos dias de hoje.

Pretende-se colocar em discussão e interação: game designers, animadores, professores e programadores, de forma a abrir o conhecimento a todos – público em geral, estudantes e artistas em particular – para uma área da animação em grande crescimento.

O painel vai os seguintes participantes:
Nelson Zagalo  – moderador

 Professor de media interativos na Universidade do Minho, co-dirige o grupo de investigação “engageLab”, e é membro-fundador da Sociedade Portuguesa de Ciências dos Videojogos. É editor do blog “Virtual Illusion”, autor dos livros “Emoções Interactivas, do Cinema para os Videojogos” e “Videojogos em Portugal – História, Tecnologia e Arte”, e editor de “Virtual Worlds and Metaverse Platforms: New Communication and Identity Paradigms” (2011) e “Creativity in the Digital Age” (2015).

Rui Guedes

Trabalhou em desenvolvimento de soluções empresariais e, ainda, em P&D, no campo da robótica e da IA. Mais tarde, começou a desenvolver jogos Indie e de RV, primeiro para mobile e depois para consolas. Trabalha desde 2013 com RV, e dedica o seu trabalho a paradigmas de imersão e design para RV. Em 2016, começou a explorar use-cases e protótipos para o Hololens da Microsoft.

Filipe Luz

Doutorado em Ciências da Comunicação pela Universidade Nova de Lisboa, é professor de pós-produção de imagem para cinema, e de animação e videojogos na Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias e codirige, ainda, o laboratório de motion capture MovLab (Laboratório de Interações e Interfaces) da Universidade Lusófona.

Tiago Loureiro

Profissional com mais de vinte anos de experiência nas Tecnologias de Informação, e com os últimos treze anos passados na indústria de Videojogos. Com formação especializada em Inteligência Artificial, tem passado os últimos anos a liderar equipas de desenvolvimento de videojogos para várias plataformas diferentes, desde consolas até smartphones.

Nélio Codices

Co-fundador e Director da Battlesheep, um estúdio de desenvolvimento de videojogos fundado em 2008 e focado em jogos para dispositivos móveis e para a web. É também Professor Convidado na Universidade Europeia e na Universidade Lusófona,  formador na Restart e na World Academy, lecionando várias disciplinas de videojogos.

 

21 de março | 10h30 | Cinema São Jorge | Sala 2 | Duração 2h00
Ed Hooks | Representação para Animadores

Ed Hooks, professor e autor do livro “Acting for Animators”, vai contar um pouco da sua história como ator e professor de representação. Para além disso, vai falar um pouco sobre o que pensa ser o futuro da animação. Serão também apresentados vários princípios de representação necessários para fortes interpretações e, também, uma análise da interpretação de uma cena animada. Para finalizar, a talk terá também uma sessão de perguntas e respostas.

 

21 de março | 15h00 | Fnac Chiado | Duração 1h00
Ed Hooks | Conversa com… na Fnac do Chiado

Nesta sessão, Ed Hooks, professor e autor do livro “Acting for Animators”, vai partilhar um pouco da sua história e irá explicar como é que conseguiu publicar o seu livro. Fernando Galirto, o Diretor Artístico do Festival MONSTRA – Festival de Cinema de Animação de Lisboa, também vai estar presente nesta conversa.

 

23 de março | 14h00 | Cinema São Jorge | Sala 2
Claude Barras | Conversa com o realizador do filme Ma Vie de Courgette

Antes de realizar a sua primeira longa-metragem, “A Minha Vida de Courgette”, Claude Barras realizou várias curtas, incluindo “The Genie in a Ravioli Can”, que recebeu inúmeros prémios em festivais de cinema por todo o mundo.
A relação única de Claude Barras com a infância transcende a idade e o tempo. Ele tem o raro dom de fazer rir e chorar ao mesmo tempo. As suas histórias estão repletas de realismo e fantasia, humor e poesia. Ele foi o grande impulsionador da adaptação do livro “Autobiografia de uma Courgette”, de Gilles Paris, a filme de animação stop-motion.

 

23 de março | 18h30 | Cinema São Jorge | Sala 2 | Duração 1h00
Katie McculloughA Estratégia do Festival Formula – Como Escolher os Festivais Certos para o seu Filme

A talk de Katie McCullough tem como objetivo dar a conhecer o trabalho do Festival Formula. Ao longo de 40 minutos de conversa, Katie irá explicar qual a importância de criar uma estratégia de festival: como é que um cineasta escolhe o festival certo para o seu filme? No final, será possível colocar questões à fundadora do Festival Formula.

 

24 de março | 18h30 | Cinema São Jorge | Sala 2
Mesa redonda | Estratégias de Distribuição em Circuitos Independentes e Festivais

Os convidados Katie McCullough, Stefano Savio, Salette Ramalho e Hemant Sharda irão discutir as melhores estratégias de distribuição para o circuito de Festival.

 

Inscrições para as Talks e Painel Animação e Videojogos deverão ser realizadas para o email formacao@monstrafestival.com .

 

Encontros

Preço – 15€ (com almoço sexta-feira e sábado) ou 5€ (Encontro, com documentação)

17 e 18 março | 9h00 às 18h00 | Escola Secundária D. Dinis
3º Encontro Internacional de Oficinas e Formadores de cinema de animação

O Encontro é dirigido a professores de todos os graus de ensino, formadores, animadores, oficinas, escolas e a todos os que utilizam ou queiram utilizar o Cinema de Animação como ferramenta pedagógica e artística.

Há seis anos que o Festival de Animação de Lisboa | MONSTRA promove, em colaboração com o Centro de Formação de Escolas António Sérgio e com o Agrupamento de Escolas D. Dinis, os Encontros Internacionais de Oficinas e Formadores de Cinema de Animação. Os encontros são dirigidos a formadores, animadores e professores que utilizem ou queiram utilizar o cinema de animação como ferramenta pedagógica e artística. Em 2017 realizamos a terceira edição desta bienal.

Os encontros visam apresentar o cinema de animação enquanto arte, estética e forma pedagógica não formal de relacionar os inúmeros saberes e conhecimentos que se estudam no contexto escolar.

Em 2017, os encontros trazem a Lisboa especialistas Dinamarqueses, Indianos, Espanhóis, Franceses, Italianos, Belgas e Portugueses.

Partindo destas experiências e do saber acumulado de diferentes formadores nacionais e internacionais, pretendemos provocar o encontro dos principais atores destas oficinas espalhadas pelo mundo para mostrar os trabalhos, discutir metodologias, realizar workshops e criar dinâmicas que contribuam para fortalecer o trabalho de educação artística através da arte do cinema de animação.

Faça a sua incrição aqui

Programa em detalhe aqui